Convidado porFórum Internacional de Preços que teve lugar em Paris no início de Junho, Emmanuel Schulte lançar luz sobre as armadilhas a evitar, especialmente no direito da concorrência e em termos de preços.

O desenvolvimento da inteligência artificial proporciona às operadoras uma transparência de preços, em tempo real, nunca antes vista. Maior uso de algoritmos reverte os preços de produtos e serviços vendidos online, na medida em que permite uma precificação dinâmica tendo em conta a situação de oferta e procura no momento da compra, bem como uma personalização dos preços de acordo com o comportamento dos clientes bem como o seu histórico comercial.

Na sua apresentação, Emmanuel Schulte menciona os riscos jurídicos que podem surgir na determinação dos preços, como o conluio entre concorrentes, a imposição de preços de venda ou o abuso de posição dominante (preços predatórios, discriminatórios ou abusivos). Ele também chamou a atenção para os riscos potenciais associados à precificação dinâmica e à precificação personalizada por meio do uso desses algoritmos.